quarta-feira

The Verve - A Northern Soul (1995)



Para terminar bem o ano e preparar um bom início para o que vem em 2009, vou falar um pouco de uma banda que quando a escuto, sinto um ânimo novo, um sentimento de inspiração algo que faz se pensar um pouco na vida. E é exatamente isso que precisamos nessa época de mudanças.
; )
Vou falar então de The Verve e dessa banda escolhi o disco " A Northern Soul ".
Esse não é nem mesmo o melhor álbum da banda (que seria o " Urban Hymns " do clássico " Bittersweet Symphony " entre outras), mas foi exatamente que escolhi esse disco, para mostrar que The Verve não é apenas essa música.
" A Northern Soul " é um disco de extrema qualidade, lançada em uma época em pleno apongeu do BritPop, acabou perdendo um pouco o espaço da mídia para Oasis e Blur, tudo devido a briga entre essas duas bandas.
O som é magnifico, todas musicas são marcadas por uma bateria marcante e acompanhada de forma sutil pelo baixo como que para se criar uma base forte na música, a guitarra agindo como tempero em algumas faixas, em outras como instrumento comandante no som ( " Brainstorm Interlude ") e uma harmoniosa voz principal (quase sempre acompanhada por jogos de vozes ao fundo) tudo se completando com alguns recursos eletrônicos,outros instrumentos ou orquestrações, (no caso de "History" é predominante) de forma a criar um clima unico tudo funcionando preenchendo todos os espaços no som fazendo você escutar e não sentir falta de nenhum instrumento, deixando o ouvinte atento em um estado de transe. É um disco que deve ser escutado por todo, como um unico objeto, uma unica faixa, ideal para aqueles momentos de relaxamento ou divagação, Enfim este é " A Northern Soul ".

Como faixas destaques indico "History" , "A New Decade" , "(Reprise)", "On Your Own" entre outras.
A Northern Soul (1995)

1- "A New Decade" – 4:11
2- "This Is Music" – 3:35
3- "On Your Own" – 3:33
4- "So It Goes" – 6:11
5- "A Northern Soul" – 6:32
6- "Brainstorm Interlude" – 5:11 "
7- "Drive You Home" – 6:41
8- "History" – 5:26
9- "No Knock on My Door" – 5:11
10- "Life's an Ocean" – 5:43
11- "Stormy Clouds" – 5:34 "
12- (Reprise)" – 6:11

Vamos ver então o clipe de " History "


Agora o clipe da musica " This is Music "



E por fim a versão completa (do disco) da musica " History ":




E UM FELIZ 2009 !!!!

sábado

Radiohead- Hail To The Theif (2003)



Certamente a melhor banda da atualidade, sendo essa opinião não apenas minha mas de boa parte dos meios especializados, ( talvez a parte mais confiável também ), a praticamente um pouco mais de uma década eles vem inovando e recriando o rock mundial,pois após uma primeira fase caracterizada por um som mais " pop " e com os maiores hits da banda para o grande público, veio uma explosão artística, técnica e criativa da banda começando a exatamente a 11 anos atrás (1997) com a obra prima " Ok Computer " (que foi considerada inclusive melhor disco de todos os tempos), continuando 3 anos mais tarde com " Kid A " e no ano seguinte " Amnesiac " e finalmente o que pretendo comentar agora o disco de 2003 " Hail to the Thief ".
" Hail To The Thief " aparece como um síntese dos últimos 3 trabalhos, novamente com o produtor Nigel Godrich estava com a banda desde do " Ok Computer ", nesse disco podemos ver a evolução de alguns traços eletronicos que surgiram inicialmente no " Kid A " e depois em " Amnesiac", e também a banda tão presente e potente como em no " Ok Computer ". Unindo todo esse mix de sons a um aparente tema principal, embora tenha negado pela banda, (A guerra do Iraque e a George W. Bush) que parece ser abordada em muitas das faixas do disco e inclusive no título, resultando se for interpretada assim na melhor crítica (musical) contra a guerra produzida na época.
De fato HTTT foi um dos discos mais simples de ser gravado pela banda, grande parte das musicas haviam sido compostas anteriormente (algumas até pertencendo a década de 90), e nesse disco temos um Thom Yorke definitivamente liberto de seu bloqueio criativo (que o assolou durante algum tempo), Ele esta impecável, tanto nas letras como nas interpretações mostrando todo um descontentamento e pessimismo dele não apenas com o mundo como também com a fragilidade das pessoas comuns frente aos poderes políticos-militares do estado. O álbum é tão denso de uma forma até pessoal, que precisaríamos apresentar a maioria das letras para se entender melhor. Enfim é um disco que pede um olhar crítico apurado uma vontade de entender não é apenas um amontoado de melodias e letras, ouvindo "Scatterbrain ", "The Gloaming", "We suck Young Bloo" e "2+2=5" da para se ter uma noção do que é proposto.
Composto por 14 faixas, posso destacar além das citadas ainda a melhor música do disco na minha opinião " There There " e outras como " A Punchup at a Wedding "," A Wolf at the Door " " Where I End and You Begin" etc.




Hail To The Thief




1- "2+2=5 (The Lukerwarm)" - 3:19
2- "Sit down. Stand up. (Snakes & Ladders.)" – 4:19
3- "Sail to the Moon. (Brush the Cobwebs out of the Sky.)" – 4:18
4- "Backdrifts. (Honeymoon is Over.)" – 5:22
5- " Go to Sleep. (Little Man being Erased.)"-3:21
6- "Where I End and You Begin. (The Sky is Falling in.)" – 4:29
7- "We suck Young Blood. (Your Time is up.)" – 4:56
8- "The Gloaming. (Softly Open our Mouths in the Cold.)" – 3:32
9- "There There (The Boney King of Nowhere."- 5:23
10- "I will. (No man's Land.)" – 1:59
11- "A Punchup at a Wedding. (No no no no no no no no.)" – 4:57
12- "Myxomatosis. (Judge, Jury & Executioner.)" – 3:52
13- "Scatterbrain. (As Dead as Leaves.)" – 3:21
14- "A Wolf at the Door. (It Girl. Rag Doll.)" – 3:23

Veja o clipe oficial de " There There "











Volta.

Depois de algum período ausente, vitimado pelas provas finais do semestre, volto com força total para o blog e com muitos em mente. Primeiramente dando continuidade, comentarei sobre o disco HTTT do Radiohead, os demais projetos estão relacionado com Radiohead e com outras bandas que também gosto. Pretendo em um futuro não tão distante ter comentado todos os discos do Radiohead (de preferência antes do show deles no Brasil), depois pretendo ter falado também de todos os discos do Beck, e algumas outras coisas, como a instituição David Bowie, The Verve e tudo que por ai surgir. Então é isso!
Ai em cima vocês podem ver o Comentário sobre o Radiohead. Qualquer sugestão façam pelos comentários ^ ^ .

segunda-feira

Misery Is a Butterfly - Blonde Redhead(2004)



Excelente!melódico!original! e por incrível que pareça ainda muito pouco conhecido, de quem eu poderia estar falando? Engraçado formular essa pergunta assim, mas de fato Blonde Redhead se encaixa perfeitamente a essa descrição. O trio de Nova Yorke formado pela japonesa Kazu Makino e os irmãos gêmeos Italianos Amedeo Pace e Simone Pace estão na ativa desde de 1993 e ja produziram 7 álbuns de estudio, desses vou comentar aqui o que considero o melhor, trata-se do sexto disco intitulado " Misery is Botterflay ".
Produzido em 2004, após um longo intervalo (4 anos) do disco anterior " Melody of Certain Damaged Lemons ", tempo esse atribuído a recuperação de um acidente com cavalo sofrido por Makino (inclusive referências ao acidente são claras em todo o trabalho), eu diria um disco símbolo da banda, la podemos encontrar tudo o que caracteriza Blonde Redhead, a voz misteriosa, melódica e com uma certa pitada de sensualidade de Makino, o instrumental muito bem formulado, com uma guitarra melódica e aguda bem comum na banda, muitos efeitos sonoros, algumas linhas de violinos e outros instrumentos, enfim um som impecável, isso tudo sem falar das letras (que são muito boas).
Um disco que vale a pena conhecer e imediatamente se tornar , como faixas destaques eu indicaria a citada " Pink Love ","Equus ", "Magic Mountain ", " Elephant Womam " entre outras, ( " Pink Love " inclusive serviu de toque para o meu celular por um bom tempo xD).


Misery is Butterlfly

1. "Elephant Woman" – 4:49
2. "Messenger" – 3:21
3. "Melody" – 4:36
4. "Doll Is Mine" – 3:06
5. "Misery Is a Butterfly" – 5:07
6. "Falling Man" – 3:26
7. "Anticipation" – 4:04
8. "Maddening Cloud" – 3:20
9. "Magic Mountain" – 3:02
10. "Pink Love" – 6:13
11. "Equus" – 3:50


Agora não apenas um, mas dois clipes da Banda =)
Primeiro da musica 11, "Equus".




E agora da terceira música do disco " Melody "




E para próximo post! pretendo fazer uma homenagem aquela que é minha banda preferida e que esta confirmada para o Brasil para 2009! ficou facil acertar :D vou comentar do sexto disco da banda " Hail To The Thief ".Aguardem! e enquanto isso, não deixe de comentar . ^^

terça-feira

The Man Who Sold The World (1970)


Terceiro disco de David Bowie, nele podemos perceber a primeira grande mudança em sua carreira, notada desde a capa na qual Bowie esta usando um vestido (presságio da fase andrógena que viria), ao som ,marcado quase que inteiramente por guitarras pesadas e vibrantes(boa parte por influência do guitarrista Mick Ranson que trabalhou nos arranjos), num estilo mais pesado que os dois discos anteriores.
É um disco excelente, daqueles que parece que nasceu como clássico do rock, o que se evidencia ao escutarmos a primeira faixa " the width Of A Circle " com 8 minutos e repleta de distorções, solos, variações e toda generalidade da voz de Bowie tem tudo o que é preciso para ser um clássico. E após esse início marcante o disco segue constante e em alta qualidade.
Em algumas faixas (principalmente nas duas primeiras)o som lembra levemente o início da carreira do Queen (que são contemporâneos ao Bowie) mostrando talvez, o clima que estava a Inglaterra no período, na sétima faixa temos um som mais pesado e carregado que chega a lembrar Black Sabbath e na faixa seguinte encontramos a que eu considero ser a melhor musica do disco e a que da nome ao próprio " The Man Who Sold The Wolrd " esse foi sem dúvida o hit, já que na época que o albun foi feito nenhuma musica foi liberada como single.
Como melhores faixas eu apontaria além de " The Man Who Sold The Wold " das três primeiras " The Width of a Circle ", "All the Madmen" e "Black Country Rock"

The Man Who Sold The World (1970):

1. "The Width of a Circle" – 8:05
2. "All the Madmen" – 5:38
3. "Black Country Rock" – 3:32
4. "After All" – 3:51
5. "Running Gun Blues" – 3:11
6. "Saviour Machine" – 4:25
7. "She Shook Me Cold" – 4:13
8. "The Man Who Sold the World" – 3:55
9. "The Supermen" – 3:38


Segue Então Um video de " The Man Whos sold The Wold ".




E o próximo disco que pretendo discutir aqui será " Misery Is A Botterfly " da não muito conhecida mais excelente banda Blonde Redhead, comentem ^^

sexta-feira

Beck - Guero

Para começar, porque não falar daquele que considero um dos melhores discos da história?
disco que eu chamo carinhosamente de " disco das palminhas " rsrs, isso porque nesse disco o monstro Beck Hansen utiliza desse artificio por diversas vezes junto é claro de nananas e lalalas, o que torna o disco ainda mais genial ao coordenar elementos tão simples de forma tão criativa; unindo a isso uma já conhecida riqueza de detalhes (os vulgarmente chamado de "barulhinhos") linhas de vozes e toda uma variedade de ritmos temos o que podemos encontrar de melhor em Beck!

Esse disco marca a volta do união entre Beck e a dupla de produtores Dust Brothers os mesmos que produziram o aclamado "Odelay " (que logo será postado também nesse blog), além da produção da dupla o disco ainda contou com a participação entre outros de Jack White (tocando baixo na faixa "Go It Alone" Mark Money tocando teclado em "Earthquake Weather" (diversos trabalhos com o Beastie Boys) e christina Ricci que empresta sua voz em " Hell Yes ". Sobre as faixas é difícil comentar qual é a melhor,
podemos destacar como melhores " Rental Car " " Scarecrow " " broken Drum " e "Earthquake Weathe " entre outras. E você? qual música você prefere?




Guero(2005)

1. "E-Pro"– 3:22
2. "Qué Onda Guero"– 3:29
3. "Girl" – 3:30
4. "Missing" – 4:44
5. "Black Tambourine"– 2:46
6. "Earthquake Weather" – 4:26
7. "Hell Yes" – 3:18
8. "Broken Drum" – 4:31
9. "Scarecrow"– 4:16
10. "Go It Alone "– 4:09
11. "Farewell Ride" – 4:19
12. "Rental Car" – 3:05
13. "Emergency Exit"– 4:02


Não deixe de comentar, No próximo post falarei sobre o disco " The Man who Sold The World. " Do camaleão David Bowie.

Para terminar vamos assistir ao videoclipe da música " Hell Yes ".


video

domingo

Do autor

Como apresentação do blog vou fazer algumas considerações sobre o que pretendo postar nele, mas antes de tudo tenho que explicar sobre o nome do blog, vocês devem estar estranhando um blog que comenta sobre discos e musica ter o nome de físico noturno, eu sei rs, é realmente estranho, mas tudo tem uma explicação. =)
Eu sou formado em Física, atualmente estou no meu mestrado, adoro musica e principalmente gosto de ouvir e analisar (ao meu modo) cuidadosamente os discos das minhas bandas favoritas ou também aquilo que tenho curiosidade em ouvir. O noturno vem do fato de que na minha corrida vida de físico praticamente troco o dia pela noite, então achei interessante colocar esse noturno, já que tenho quase absoluta certeza que a maioria dos meus posts serão feito durante a madrugada.
Como já disse, pretendo fazer comentários (ou críticas)sobre diversos discos, espero abordar obras interessantes e algumas que pouco são comentadas (mas que gosto muito), elaborei um pequena lista com alguns desses discos que pretendo falar aqui. São eles.





The Man Who Sold the World - David Bowie
Clara Crocodilo - Arrigo Barnabé
Those The Brokes - Magic Numbers
Ocean rain-Echo & the Bunnymen
Odalay-Beck
London Calling– The clash
Urban Hymns -The Verve
Kid A -Radiohead
Ok Computer- Radiohead
In Rainbows – Radiohead
Misery is Boterfly -Blond redhead
La mia vita voilenta- Blonde Redhead
Depeche Mode – Violator
Sea Change- Beck
Guero – Beck
A Tempestade (ou Livro dos dias) - Legião Urbana


E muitos outros, essa não é uma lista definitiva
Então vamos ao trabalho, o primeiro disco que irei comentar será o Guero do Beck .
Deseja sugerir algum disco ?
faça um comentário sugerindo então. =D